Workshops

Lavorada 2022
18 de junho 

das 10h às 13h

Iniciação ao crochet, por Sandra Silva
Iniciação ao tricot, por Ana Rosa e Ana Domingos
Tricot Jacquard, por Joana Nossa (Ovelha Negra)
Costura Infantil, “A Pata Renata”, por Cláudia Pinheiro
Bordado Camisola Poveira, por Ana Cândida

 

Todos os interessados terão de efetuar uma inscrição aqui. Cada workshops tem o valor de €20 e inclui todo o material necessário, exceto o de tricot jacquard onde se solicita que cada um traga as suas agulhas.
As inscrições estão abertas até ao final do dia 16 e só estarão completas mediante a receção do respetivo pagamento.
Caso o inscrito tenha de desistir do workshop, o valor do mesmo só será devolvido se a desistência for comunicada até às 18h do dia 17 de junho.

Os inscritos terão a possibilidade de ao longo tirarem dúvidas com as formadoras, que ficarão connosco todo o dia.
Todos os inscritos recebem um VALE DESCONTO de €1 para usar nas tendas Tua Vinharia e Bicho Pão Artesanal.

Iniciação ao Crochet, por Sandra Silva

Neste workshop aceitamos inscritos a partir dos 12 anos. Abordar-se-ão os pontos fundamentais para começar esta aventura no mundo das mil possibilidades que é o crochet. Proporemos aos inscritos a realização de uma simples bandeirinha, projeto que poderão repetir mais vezes e obter uma grinalda de bandeirinhas. Um projeto fácil, divertido e útil para os dias de festas populares que se avizinham. Aprenderão também a ler os gráficos deste projeto.
Este workshop tem o máximo de 8 inscrições.
Será disponibilizado um kit com linha, agulha e instruções.

Sandra Silva é professora de formação, mas artesã de profissão. As suas mãos trabalham a porcelana fria e a Camisola Poveira, mas para o Lavorada foi resgatar a paixão pelo crochet que faz desde criança. No seu repertório de trabalhos em crochet, destacam-se as rendas finíssimas para lençóis, uma paixão que cultiva para uso doméstico.

Iniciação ao Tricot, por Ana Domingos e Ana Rosa

As “nossas” Ana e Ana, depois da aventura que foram os workshops A Agulha Vai Torta, oferecem-nos agora a possibilidade de ensinar o princípio, Será um workshop para quem não sabe nem pegar nas agulhas de tricot. Aberto a idades a partir dos 12 anos, propõem-nos a realização de pequenos quadrados que poderão ser usados como toalhitas de limpeza de rosto. Uma forma engraçada e útil de praticar os pontos mais simples do tricot, liga e meia. Aprenderão também a ler os gráficos deste projeto.
Este workshop tem o máximo de 12 inscrições.
Será disponibilizado um kit com linhas, agulhas e instruções.

As formadoras, uma poveira e outra tripeira, são grandes entusiastas do tricot, diríamos mesmo, tolinhas do tricot. A Ana Rosa e a Ana Domingos não saem de casa sem agulhas e linha, há sempre um projeto dentro dos seus sacos. São ambas professoras de profissão e todo o tempo livre é dedicado a tricotar o seu guarda-roupa. A Ana mais velha, que tricota desde criança, já não usa uma camisola que não seja feita por si. A Ana mais nova caminha no mesmo sentido. Tendo aprendido a tricotar há apenas quatro anos, é a prova provada que é possível aprender em qualquer idade e ser uma pro pouco tempo depois. Camisolas, casacos, xailes, golas, luvas, meias, tudo, tricotam tudo! A paixão delas pelo tricot é tão grande que é impossível ficar ao seu lado sem que não sejamos impelidos a pegar nas agulhas e abraçarmos o desafio. Já formaram grupos de tricot, já participaram em kals, já fizeram trinta por uma linha no fascinante mundo do tricot. Estão, portanto, graduadas e certificadas para fazer do nosso A Agulha Vai Torta o mais proveitoso dos workshops de tricot.

Tricot Jacquard, por Joana Nossa (Ovelha Negra)

Para quem já domina as agulhas de tricot e variados pontos, mas ainda não conseguiu fazer um padrão, a Joana Nossa fará o workshop onde ligará o descomplicómetro de cada inscrito. Mostrará que a dança de agulhas e dedos é bonita de se dançar e aumentará ainda mais a paixão que cada um tem pelo tricot, um vício que nunca se perde.
Este workshop terá o máximo de 8 inscrições.
Apenas serão disponibilizados fios e instruções, as agulhas cada inscrito trará as suas.

No Porto e arredores ninguém fala de tricot sem falar da Ovelha Negra, loja de tricot portuense pioneira na vontade de juntar pessoas aficionadas pelo tricot. Joana Nossa é a sua criadora e fez da sua loja a sua casa. Local de trabalho porque é lá que ganha a vida, mas uma casa porque é lá que vai construindo amizades e reunindo pessoas em torno da paixão pelo tricot e pelo crochet. Um lugar que é um santuário-tentação e que faz encher muitas casas com lãs nacionais e estrangeiras, tendo mesmo uma marca própria. Joana foi pioneira na realização de encontros e criação de grupos de tricot, numa altura em que ver uma jovem a fazer tricot não passava de uma miúda estranha.

Introdução à Costura “A Pata Renata”, por Cláudia Pinheiro

A lengalenga “A Pata Renata” é a “História em saco” que Cláudia Pinheiro contará aos pequenos costureiros que se inscreverem neste workshop. Uma lengalenga de uma pata muito especial e cuidadosa!
As crianças ouvirão esta lengalenga da “pata Renata”, escrita por Cláudia Pinheiro, e depois farão uma taleiga, um saco costurado à máquina e decorado com este curioso animal. As crianças terão contacto com agulhas, linhas, máquinas de costura e outros materiais que fazem parte deste maravilhoso mundo dos lavores.
Será, portanto, um workshop destinado ao público jovem, crianças entre os 6 e os 12 anos de idade, num máximo de 10 inscrições.

Cláudia Pinheiro nasceu para criar e para dar. Dar aos mais pequenos todos os seus talentos e com eles construir mundos novos e maravilhosos. Professora de profissão, traz sempre consigo a vontade de ensinar de uma outra maneira, mais criativa, mais perto do coração das crianças. Encontrou na máquina de costura essa outra forma de ensinar, costurando histórias e ensinando a magia de saber fazer.

Bordado Camisola Poveira, por Ana Cândida

Para quem sabe fazer tricot, a Camisola Poveira não guarda grandes segredos. É no seu bordado que encontramos a maior dificuldade de execução e a parte que requer mais dedicação e atenção. Não iremos bordar uma camisola inteira, mas com a execução de um motivo escolhido por cada inscrito, dá-se a conhecer os principais truques para um bordado perfeito, que apesar de usar a técnica do ponto de cruz, tem as suas particularidades.
Este workshop tem o máximo de 8 inscritos.
Será disponibilizado um quadrado em tricot para base do bordado, linha para bordar, agulha e esquema a bordar.

A D. Ana Cândida é formadora no Centro Interpretativo e de Formação da Camisola Poveira e artesã certificada da mesma. Mas são as suas décadas de experiência que a trazem até nós. De ponto perfeitíssimo, perfeccionista e cuidada nos pormenores e acabamentos, acumula uma lista interminável de pedidos de mais uma Camisola Poveira.